Uma das principais razões das "fraquezas" da Armona tem sido, a par do desleixo da Câmara de Olhão, a falta de turismo. E quando digo turismo não me refiro a uma invasão de gente, vinda de todos os lados. O turismo que a Armona precisa e penso que já começou a ter é o turismo de natureza. Pequenos grupos com interesses especificos. Dou exemplos: os barcos de cruzeiros, que já existem diversos; grupos de escolas; grupos de pescadores desportivos, etc.
Ainda o mês passado, estava eu na Ilha, assisti a algo que me pareceu uma excelente ideia e um exemplo de iniciativa a repetir: um jardim de infância que julgo seja de Olhão, na 2ª feira seguinte ao Dia da Mãe, fretou um barco de cruzeiros e levou as crianças e as mães à Armona para ali na praia brincarem em conjunto...
As crianças muito mais sensibilizadas para as coisas da natureza foram as primeiras a procurar os cestos de lixo(existem muito poucos, diga-se) para ali depositarem as coisas que por lá usaram.
Na minha opinião, o que descaracterizou a Armona foi a construção selvagem e sem qualquer bom senso por parte de algumas pessoas que já lá estavam e conheciam a ilha, isto há cerca de 30 e muitos anos. Eu vi vender áreas de areia por dezenas de contos, a quem pagasse, sem qualquer direito de propriedade, apenas colocando meia-dúzia de estacas...
Força, Vitor, o teu blog é uma excelente iniciatia para dar a conhecer uma Ilha que merece muito mais. Os lugares que aqui mostras com as tuas fotos podem contribuir para uma Armona com mais Qualidade e Responsabilidade...
Rui a 22 de Junho de 2009 às 14:01

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres