Ilha da Armona

Setembro 26 2012

Depois de bastante pesquisa, encontrei estas fotos, das quais desconheço os autores. Por isso, se é o autor destas fotos, envie-me um e-mail para o endereço electrónico que se encontra na barra lateral. 

 

Facebook Oficial da Ilha da Armona

 

 






(Autoria de Francisco Samuel)











Publicado por Vitor Moreira às 19:10

Setembro 17 2012

Cerca de duas toneladas de pólen de haxixe foram apreendidas esta madrugada, ao largo de Olhão, pela Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR. Os traficantes conseguiram escapar.


Por volta das 05h30 da madrugada os homens da UCC detetaram uma embarcação com movimentações suspeitas, no mar em frente à ilha da Armona. Pouco depois, dois outros barcos, mais pequenos, de pesca, aproximaram-se da embarcação inicial e a droga foi transferida para um deles.

Com meios em terra e no mar, a UC acabou por abordar o barco com a droga já na ria Formosa, perto de Olhão, apreendendo o haxixe dividido em 64 fardos com o peso total de  2 150 kg e o barco. Os traficantes conseguiram escapar no outro barco.

 

Fonte: Correio da Manhã

Publicado por Vitor Moreira às 21:41

Setembro 11 2012

Mais conhecido por Homem das Pipocas, Nori André disponibilizou-me estas fotos antigas. 

Para recordar...

 






 








 

Publicado por Vitor Moreira às 20:11

Setembro 10 2012

Encontrei estes postais antigos no blog Enciclopédia de Cromos, e é com enorme alegria que os partilho aqui.

 

 

 

Publicado por Vitor Moreira às 22:38

Setembro 10 2012

As autoridades estenderam a interdição da captura de bivalves a toda a Ria Formosa devido à presença na água de toxinas que provocam intoxicação paralisante, informou fonte oficial.

De acordo com o site do Instituto de Investigação das Pescas e do Mar (IPIMAR), a captura para comercialização e consumo de todas as espécies de bivalves foi temporariamente interditada para todos os bivalves em toda a Ria Formosa, desde Faro a Vila Real de Santo António.

O nível elevado da toxina PSP verificado na água pode contaminar os bivalves, provocando intoxicação paralisante a quem consumir bivalves apanhados na ria.

A interdição aplica-se também à zona litoral entre Olhão e Faro, zona onde não se pode apanhar qualquer espécie de bivalves, devido à presença da mesma toxina.

 

Publicado por Vitor Moreira às 22:12

Setembro 10 2012
Blog Olhão Livre,

 

Residente na Ilha da Armona fez-nos chegar a mensagem reproduzida na imagem que hoje publicamos, vindo contrariar o que as avestruzes, que têm vindo a governar a nossa cidade há já demasiado tempo, se vêm vangloriando.

Sem falar no aspecto da limpeza e dos contratos que escondem maliciosamente outras benesses, com o filho do próprio dono do barco a contradizer nas redes sociais que a sua empresa alguma vez tenha recebido os dinheiros que constavam da publicação do Portal Base do Governo, a questão da segurança levanta-se, nesta altura do ano como bastante pertinente. 

A Armona tem algumas bocas de incêndio, na maior parte dos casos para efeito decorativo, porque algumas não têm agua, outras quando a têm, não têm pressão. Isto num ano em que a Câmara Municipal de Olhão comprou um gipão novinho em folha para a Protecção Civil o andar a pavonear pelas ruas da cidade, sem que até hoje tenha sido explicada a sua utilidade ou necessidade; num ano em que a Ambiolhão compra um carro para o engenheiro Alberto Almeida andar a passear nas horas de serviço; num ano em que a Câmara Municipal de Olhão compra um carrinho de dois lugares para levar uma a duas vezes no máximo por semana o veterinário municipal aos mercados de Moncarapacho e Fuzeta; num ano em que os bombeiros são retirados da Armona porque a CMO diz não ter dinheiro para lhes pagar.

Certo é que se houver um problema na Armona não há quem acuda quer aos residentes quer aos turistas, como se uns e outros não pagassem directa ou indirectamente ao município, as contas que lhes são pedidas. Também sabemos que a CMO alega que a Ilha da Armona dá prejuízo ao município porque nem todos pagam a ocupação dos espaços, como se não fosse da responsabilidade da autarquia a cobrança das importâncias em divida. Podem cortar o fornecimento de agua a quem não tenha dinheiro para a pagar, mas quando toca à Ilha já não são capazes de uma atitude. Incompetência!

A segurança dos cidadãos em qualquer circunstancia é uma obrigação das entidades publicas e mal se compreenderá que tenham de contratar um licenciado para pôr à frente da Protecção Civil quando afinal esta não só não protege como já mostrou que está a leste do paraíso, ignorando a gravidade que pode representar a ausência dos bombeiros na Ilha. É que se houver um incêndio, a titulo de exemplo, não será apenas no ponto de ignição que ele se fará sentir, mas sim numa parte substancial da Ilha, o que colocaria em risco residentes e turistas. 

Os habitantes da Ilha da Armona têm todo o direito de manifestar a sua indignação e revolta pela insegurança em que vivem e devem desencadear acções que obriguem a Câmara Municipal de Olhão a rever a sua posição. Por outro lado, não pode o corpo de bombeiros, e não estamos a falar dos seus activos, agir como se de um bando de mercenários se tratasse em que actuam se receberem o dinheiro, quando é a autarquia que o sustenta. O carinho, a estima, a consideração que a população olhanense tem pelos bombeiros merece um outro tratamento. Só a miopia e a degeneração mental dos nossos autarcas é que pode explicar a situação criada.


Este texto foi retirado do blog Olhão Livre, que já por diversas vezes publicou noticias, análises e opiniões sobre a ilha da Armona.

Publicado por Vitor Moreira às 21:26

Um lugar magnífico para estar...
pesquisar
 
Email
Para sugestões ou duvidas, mandar e-mail para: Ilhadarmona.vm@gmail.com
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30


Vitor Moreira
RSS
blogs SAPO